8 lições de negócios de Madre Teresa de Calcutá
Publicado em 28/10/2013
Por Luísa Melo

Construir uma obra como a de Madre Teresa não é apenas uma questão de fé – e os princípios de gestão que ela adotou podem iluminar também as empresas

Em tempos em que o papa Francisco visita o Brasil e arrasta multidões por onde vai, é difícil não pensar em como a solidez de uma instituição milenar como a Igreja Católica deve ser baseada em estratégias eficientes de gestão. A mesma ideia ocorre para a ordem “Missionárias da Caridade”, fundada por Madre Teresa de Calcutá. Presente em mais de cem países, a organização arrecadou e investiu bilhões de reais para ajudar os pobres.

Apaixonada por Madre Teresa, Ruma Bose chegou a trabalhar com a missionária em 1992, e decidiu, junto com o consultor financeiro Lou Faust, enumerar os ensinamentos da madre para o mundo dos negócios. Veja quais são eles, listados de acordo com os capítulos do livro “Madre Teresa CEO”, dos dois autores:

1 - Sonhe simples, fale com força

Madre Teresa tinha o simples sonho de mudar o mundo profundamente, ajudando os mais pobres. Ela começou com essa visão e criou um plano claro para torná-lo realidade. Ela definiu claramente o que queria e foi buscar recursos e apoiadores para o seu plano. Segundo o livro, visões genéricas demais são difíceis de ser atingidas na vida pessoal ou em organizações e é aí que entra a relação de Madre Teresa com os gestores. Já “falar com força” diz respeito à necessidade de um líder de constantemente falar com paixão e convicção sobre sua visão para a empresa e, claro, agir de acordo com essa visão.

2 - Para chegar aos anjos, lide com o diabo

Durante sua trajetória, Madre Teresa precisou lidar com vários “demônios”. A missionária recebeu até mesmo críticas de que todo o dinheiro que ela conseguiu arrecadar não poderia ter sido gasto apenas com a sua causa e teria sido usado pela Igreja Católica para outros fins. Ela respondeu a tudo isso mantendo-se firme naquilo que acreditava, porque seus anjos eram os pobres e seu objetivo era ajudá-los. De acordo com o livro, líderes também precisam saber quais são seus anjos e objetivos, saber onde traçar suas metas, seus princípios éticos. Eles precisam se comprometer e ter a coragem de decidir quais acordos são aceitáveis e quais não são. Um líder nem sempre fará as escolhas certas, e será criticado por isso. É preciso saber lidar.

3 - Espere! E então eleja o seu momento

De acordo com o livro, o momento definitivo é aquele em que o pensamento muda de “eu poderia” para “eu posso”, após um mundo de possibilidades de ideias. Porém, não quer dizer que esse é necessariamente o momento de começar. Madre Teresa sabia em seu coração que estava destinada a ajudar os pobres, mas ela esperou até o momento certo para começar sua missão – ela levou cerca de vinte anos para fundar a Missionárias da Caridade, pois sabia que não poderia executar suas ideias dentro das organizações católicas existentes, era preciso criar uma nova. Um de seus maiores desafios foi conseguir autorização da Igreja para criar a ordem. Ruma Bose e Lou Faust afirmam que um gestor também precisa eleger o seu momento para tomar decisões. Ele deve pensar se tem recursos financeiros e humanos para atingir seus objetivos, se pode garantir a qualidade e o serviço que os clientes esperam e se terá retorno, por exemplo.

4 - Acolha o poder da dúvida

Madre Teresa não só enfrentou, como abraçou as dúvidas e nunca deixou que elas a fizessem desistir. Ela questionou até mesmo a fonte que a levou para seu trabalho: a relação com Deus. O livro “Madre Teresa CEO” prega que quando ao embarcar no desconhecido, é importante reconhecer e processar sentimentos de dúvida. Dentro de uma empresa, isso seria traduzido na necessidade de um líder de continuamente avaliar seu progresso rumo ao seu objetivo, revendo operações financeiras e operacionais, sucessos e falhas e a satisfação de consumidores e funcionários.

5 - Descubra a alegria da disciplina

Madre Teresa , tinha uma rotina pesada e, em um dia típico, visitava muitos centros e gerenciava irmãs em cada um deles, mas sempre com alegria. Ela era feliz com o trabalho diário e sempre estava sorrindo, ainda que fossem 6 horas da manhã. Segundo o livro, a alegria começa com o entendimento de que a disciplina é uma prática, e portanto precisa ser repetida para ser efetiva. A alegria da disciplina entra como um empecilho ao tédio causado pela repetição e impede a perda de foco o que, consequentemente, gera mais resultados.

6 - Comunique-se em uma linguagem que as pessoas entendam

Para Madre Teresa, a comunicação tinha muito mais a ver com com ouvir e observar do que com falar. Por primeiro escutar, com muita atenção e vontade de entender – em vez de uma necessidade urgente de transmitir sua mensagem – ela se comunicava bem com todos os seus ouvintes, mesmo que eles tivessem origens muito distintas. Um bom gestor precisa se ajustar às necessidade e estilos de outras pessoas, seja seus funcionários ou clientes. O desafio para entregar uma ideia a um grupo com diferentes objetivos é adequá-la às necessidades de cada um. Isso se faz ao conhecer o público, ouvir e mostrar empatia e adaptar estilo de comunicação à outra pessoa.

7 - Preste atenção no faxineiro

Madre Teresa fazia com que todas as pessoas se sentissem ouvidas e valorizadas. Um homem de negócios será mais eficiente se agir dessa forma, segundo o livro. O líder de uma organização deve reservar um tempo para gravar ao menos os nomes de todas as pessoas com as quais cruza diariamente. Sem conhecê-las, ele jamais terá ideia do que elas têm a oferecer e pode acabar perdendo uma oportunidade valiosa. Valorizar os colaboradores traz recompensas como a lealdade, produtividade, eficiência, baixo nível de demissões e até mesmo aumento de vendas.

8 - Use o poder do silêncio

Madre Teresa dizia que o silêncio nos dá uma nova visão de tudo, que o essencial não é o que dizemos, mas o que Deus diz a nós e por nosso intermédio. Para um líder, empregar o poder do silêncio significaria clarear a mente para ouvir o que realmente importa. Liderar é sinônimo de tomar decisões, então silenciar a mente pode ajudar a livrar-se da desordem mental, dando clareza para ouvir respostas interiores.

Fonte: http://exame.abril.com.br/
 
Voltar
 
 Leia mais
› Senadora Marina Silva‏
› Encontro com Marina Silva
› Agricultura Familiar‏
› Agroindústria Familiar‏
› A Importância da Agroecologia para o Planeta Terra
› Agronegócio, um modelo esgotado‏
Veja mais artigos »»»
Topo  Voltar
www.projetovidanocampo.com.br
© Copyright 2018 - All Rights Reserved
Hozt Internet | Hospedagem e Web Design